#vamosler] Jovens repudiam projeto sobre ‘Calçada da Fama’ em Ponta Grossa

Proposta do vereador Pascoal Adura causa indignação em crianças e adolescentes do CRAS Sabará. Em discussão, eles colocam que o município tem outras prioridades

Alunos expressam opinião a respeito de notícia divulgada pelo jornal de sua cidade
Alunos expressam opinião a respeito de notícia divulgada pelo jornal de sua cidade | Foto: Marcelo Kaiut

Por Talita Moretto

As crianças e os adolescentes participantes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) – Unidade Sabará, em Ponta Grossa, ficaram surpresos com a notícia de que o vereador Pascoal Adura (PMDB) havia proposto a criação de uma ‘Calçada da Fama’ no município. Diante das indagações, os orientadores sociais, Marcelo França Kaiut e Maria Cecília Araújo de Campos Silva, optaram por trabalhar com o grupo a matéria publicada no dia 25 de março pelo Jornal da Manhã: “Câmara barra ‘Calçada da fama’”.

Os jovens refletiram sobre a finalidade da proposta, avaliando se traria benefícios para a cidade. “Porque o dinheiro público estaria sendo aplicado na execução de uma obra que poderia ser motivo de chacota, assim como foi o famoso ‘Cocozão’ [entenda melhor a referência]. Também foram discutidas as construções que ainda não estão sendo utilizadas pela população, tais como a UPA da Santa Paula e a Arena Multiuso”, esclarece Maria Cecília.

Segundo Kaiut, através da leitura do texto os jovens entenderam que a obra é desnecessária. “As crianças não conseguiram identificar alguma personalidade do município que pudesse deixar sua marca para a posteridade, assim como destacaram que a população não seria privilegiada pelo projeto”, coloca. Todos aprovaram a conduta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que se manifestou contra o projeto.

O grupo fez uma pesquisa sobre a Calçada da Fama de Hollywood e o seu contexto histórico. Os jovens entenderam que esta homenageia as pessoas envolvidas no mundo artístico, servindo como atrativo turístico o que, segundo eles, não aconteceria em Ponta Grossa. “Isso é uma palhaçada. Tem muita gente que não tem calçada na frente de casa, além do mais, quem iria aparecer nessa calçada da fama?”, indigna-se Brenda da Silva Nery, 9 anos.

Para Fernanda Caroline Aparecida da Silva, 10, o dinheiro pode ser usado para “asfaltar ruas, contratar mais médicos, arrumar mais UTIs, mas não para fazer a calçada da fama em Ponta Grossa. Aonde vão achar famosos aqui?”.

Os jovens puderam expressar a sua opinião através de textos e charges. Confiram duas das produções:

>>Hoje, dia 17 de abril, a notícia no jornal foi esta:  “Câmara derruba projeto da ‘Calçada da Fama’”. O projeto  não foi aprovado e a ideia da “calçada de Hollywood” em Ponta Grossa não será levada adiante.

Entenda por que o trabalho do CRAS é importante aos jovens: A Tipificação Nacional de Serviços Socioassistencias foi criada para atender, com atenção diferenciada, cada uma das situações de fragilidade enfrentadas pelos cidadãos. Todos os serviços organizam-se em torno do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif), sendo a ele articulados e podem ser ofertados nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), em outras unidades públicas ou em entidades privadas sem fins lucrativos, desde que referenciadas ao CRAS, sempre supervisionados por uma equipe de profissionais capacitada para atender as demandas específicas. Ocorrem por meio do trabalho em grupos ou coletivos e organizam-se de modo a ampliar trocas culturais e de vivências, desenvolver o sentimento de pertença e de identidade, fortalecer vínculos familiares e incentivar a socialização e a convivência comunitária. (Fonte: www.mds.gov.br)

Esta matéria é referente à atividade realizada através do Programa Jornal e Educação “Vamos Ler”, coordenado por mim desde 2008. Retrata uma das inúmeras discussões acerca de assuntos relacionados à política e aos cidadãos. Esses momentos de debate, reflexão, exposição de ideias e formação da opinião crítica são oportunizados aos alunos quando existe um diálogo entre mídia e educação. Foi publicada na edição impressa e na online do Jornal da Manhã – com circulação diária e regional -, no dia 16 de abril de 2014.

Voltar ao topo
Social Media Integration by Acurax Wordpress Developers
Visit Us On FacebookVisit Us On TwitterVisit Us On YoutubeVisit Us On Instagram