Semesp lança livro sobre Economia da Educação

Tweet about this on TwitterShare on Facebook0Share on Google+0Share on LinkedIn0

capa.indd

Neste momento de dificuldade que o país enfrenta, você já pensou em aprender mais sobre a economia da educação?

Este é o título do livro que será lançado amanhã (22), durante o 18º FNESP – Fórum Nacional do Ensino Particular Brasileiro, no Centro Expo Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569, Consolação – São Paulo), pelo Semesp – Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo.

A obra Economia da Educação: Geração de valor para a sociedade está sendo editada pela Editora de Cultura e organizada pelo diretor de Inovação e Redes do Semesp, professor Fabio Reise. Apresenta a contribuição de autores nacionais e internacionais: Alfredo Motta, Ana Maria Diniz, Claudia Costa, Diego Ambasz, Dirk Van Damme, Paulo Corbucci, Eduardo Garanhani Laurenciano, Hermes Ferreira Figueiredo, John O’Brien, Mila Molina, Mozart Ramos Neves e Vidal Martinse. Os textos abordam os fundamentos desse novo modo de ver a educação, que envolve demanda, oferta e financiamento.

“O tema escolhido não poderia ter sido mais oportuno neste momento de grande dificuldade para o Brasil que, como todos sabem, ainda não foi superado e tem exigido a adoção de medidas extremas, porém, imprescindíveis, para assegurar o retorno da estabilidade econômica, política e social do país”, afirma o presidente do Semesp, Hermes Ferreira Figueiredo.

O livro apresenta um conjunto de orientações e de alternativas voltadas para a melhoria da produtividade e o aumento da competitividade das instituições de ensino superior, públicas e privadas. Seus autores convidam a refletir sobre a relação existente entre educação e crescimento econômico, especialmente em um ambiente de dificuldades, e sobre o papel estratégico das Instituições de Ensino Superior (IES) na formação de quadros para o futuro do mercado e da sociedade.

Os autores tratam de modelos de ensino e aprendizagem, integração de ensino e tecnologia, reorganização dos espaços de aprendizagem e demandas dos jovens, entre outros temas de interesse para o Brasil, que pretende ser protagonista na sociedade do conhecimento.

Dados de um estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), apresentados em um dos capítulos da obra, comprovam a relação entre investimento em educação e melhoria da situação econômica e social dos países. Com base nesse e em outros estudos, o Semesp tem promovido um debate intenso, em todo o país, sobre os impactos da economia na qualidade do setor educacional, e também sobre a importância de sistemas de educação diversificados para a maximização do valor da educação para a sociedade.

Sobre o Semesp

Fundado em 1979, o Semesp congrega cerca de 200 mantenedoras no estado de São Paulo e no Brasil. Tem como objetivo preservar, proteger e defender o segmento privado de educação superior, bem como prestar serviços de orientação especializada aos seus associados. Periodicamente, realiza uma série de eventos, visando promover a interação entre mantenedoras e profissionais ligados à educação. Dentre eles, destacam-se o Fórum Nacional: Ensino Superior Particular Brasileiro, o Congresso Nacional de Iniciação Científica e as Jornadas Regionais pelo Interior de São Paulo. Saiba mais: www.semesp.org.br.

Voltar ao topo