Livro ensina a utilizar softwares educativos

Tweet about this on TwitterShare on Facebook0Share on Google+0Share on LinkedIn0

O livro Conheça e utilize software educativo: avaliação e planejamento para a educação básica é o Volume 2 da Série Professor Criativo (Pipa Comunicação). Foi lançado online na semana passada e traz discussões sobre a utilização de softwares educativos nas práticas pedagógicas.

A obra está dividida em três partes , que apresentam em detalhes o que caracteriza um software educativo, além de propor classificações para esse tipo de recurso e oferecer cenários que mostram ao educador como planejar suas aulas e avaliar a aprendizagem dos estudantes em situações nas quais os recursos estejam presentes.

software-educativo-volume2

Os autores Ana Cristina Barbosa da Silva, do Centro Acadêmico do Agreste (CAA/UFPE), e Alex Sandro Gomes, do Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco (CIn/UFPE), esclarecem que a obra foi concebida com a intenção de “apoiar professores e gestores escolares em seu esforço para entender o que é um software educativo, orientar a sua experimentação e o desenvolvimento de habilidades e competências necessárias ao uso desses materiais de forma efetiva e criativa”.

O livro já está disponível para aquisição em edição digital nos formatos PDF, ePub e MOBI, com o valor de R$9,90. A partir de novembro estará disponível a edição impressa, com frete grátis para todo o Brasil.

A publicação faz parte da Série Professor Criativo, iniciativa conjunta do Grupo de Pesquisa Ciências Cognitivas e Tecnologia Educacional (CCTE/UFPE), do Estúdio Abble de Aprendizagem e da Pipa Comunicação. O projeto, que já conta com um livro publicado e está com chamada de capítulos aberta à participação, tem o objetivo de reunir educadores criativos em torno da produção e compartilhamento de conhecimento que contribua efetivamente para a construção de novos cenários de aprendizagem.

O primeiro volume da série, com título Cultura Digital na Escola, lançado no último Dia do Professor (15/10), no Recife, foi recentemente indicado como bibliografia recomendada pelo Jornal do Professor do Ministério da Educação e pela Associação Brasileira de Educação a Distancia (ABED).

Voltar ao topo