Bienal de SP oferece material educativo e formação gratuita para professores

Tweet about this on TwitterShare on Facebook0Share on Google+0Share on LinkedIn0

A 32ª Bienal de São Paulo – Incerteza Viva está está disponibilizando, gratuitamente, o material educativo “Incerteza viva – Processos artísticos e pedagógicos”, que agrupa relatos reflexivos de professores, textos sobre a obra de doze artistas que farão parte da mostra e ensaios de autores convidados (Mia Couto, Milene Rodrigues Martins, Rodrigo Nunes e Virginia Kastrup). Os textos enfocam noções de “incerteza” e “entropia”.

A versão digital já está disponível para download no site da bienal: materialeducativo.32bienal.org.br

Além disso, o Museu Lasar Segall realizará, em parceria com a Bienal, laboratórios com professores e educadores a partir da publicação. Os encontros propõem refletir sobre as práticas pedagógicas, considerando os processos de trabalho de artistas da Bienal. Por meio de conversas em pequenos grupos, haverá a possibilidade de construir relações objetivas entre os conteúdos, em diálogo com os contextos e assuntos de interesse dos participantes.

Os laboratórios acontecem no Auditório CineSegall – Museu Lasar Segall (Rua Berta, 111, Vila Mariana – São Paulo). As vagas são limitadas. Informações sobre as inscrições pelo e-mail: difusao@bienal.org.br

Ainda há vagas para dois encontros:

3º Laboratório com professores e educadores – 09/06,das 10h às 13h.

4º Laboratório com professores e educadores – 23/06 das 10h às 13h.

32-bienal-sp-1
A BIENAL

A 32ª Bienal de São Paulo busca refletir sobre as atuais condições da vida e as estratégias oferecidas pela arte contemporânea para acolher ou habitar incertezas.

A exposição acontece de 10 de setembro a 12 de dezembro de 2016 no Pavilhão Ciccillo Matarazzo (São Paulo), reunindo aproximadamente 90 artistas e coletivos, 54 deles já anunciados.

Curador: Jochen Volz

Cocuradores: Gabi Ngcobo, Júlia Rebouças, Lars Bang Larsen e Sofía Olascoaga.

Mais informações no site: www.bienal.org.br.

Com informações do portal NET Educação.

Voltar ao topo